quinta-feira

Das coisas que nos vêm parar aos pés e que "quase" nos fazem chorar.

"Amor, passado este tempo todo faz-me completo sentido chamar-te de amor. Amor, meu amor, sabes porquê de passado tanto tempo ainda aqui estamos? Porque não tivemos medo, talvez por alguns momentos deixamo-lo aproximar-se, mas nunca nos tocou. Nunca tive medo que acabasse, porquê? Porque movemos as montanhas para que desse certo. Nunca tive medo que falasses com o mundo, porquê? Porque nunca falarias em silêncio como nos nossos serões.
Meu amor, apaixonei-me por ti todos os dias,até ao fim da vida"

Sem comentários:

Enviar um comentário