segunda-feira

Cozinhar um Ortónimo

Não foi antes, nem depois, foi a meio de uma aula de português que decidi Cozinhar um Ortónimo, os créditos dados ao Pedro, pela inspiração, e nasceu assim:
 
Junte 1kl de Impressões do Crepúsculo e 500gr de Chuva Oblíqua, mexa até ficar uma massa consistente de Autopsicografia. Com 20 dl de Isto adicione meio quilo de Pobre Ceifeira e polvilhe com Gato que brincas na rua e Liberdade a gosto, deixe repousar até que Grandes mistérios habitem. Coza, Em toda a noite, 300gr de Tudo o que faço medito até que Boiem leves desatentos, seguidamente misture a Pobre velha musica do Sino da minha aldeia e adicione ao cozinhado Quando este era criança.
Enquanto as Crianças brincam e espera O menino de sua mãe, unte uma forma com Não sei quantas almas tenho, espalhe o preparado, leve ao forno 15 min a 150º. Por fim cubra com Não sei se sonho se realidade, suba ao Andaime e sirva no Abat-Jour.
 
 
Pois é e assim encosto qualquer mestre de cozinha à parede

Sem comentários:

Enviar um comentário